Vale a pena investir em um fundo de pensão?

Com as mudanças nas regras da previdência, o número de brasileiros que têm investido em soluções de previdência privada vem aumentando nos últimos anos. E um dos melhores investimentos do setor são os fundos de pensão privados. Assim como outros planos de previdência, essa é uma opção para complementar a aposentadoria pública.

Aqui, vamos explicar melhor quem pode, como investir e se realmente vale a pena investir em fundos de pensão. Esse tipo de investimento demanda contribuições mensais e se caracteriza por taxas atrativas, já que são oferecidos pelas empresas. 

O que são fundos de pensão? 

Os fundos de pensão são planos de previdência coletivos, oferecidos por empresas ou associações. Estes fundos não possuem fins lucrativos, as empresas aderem a este tipo de investimento para oferecer mais um benefício para seus funcionários. 

Semelhante a um empréstimo consignado, por exemplo, as contribuições mensais do empregado ao plano são descontadas diretamente na folha de pagamento da empresa. Nesse ponto, há uma vantagem de que geralmente as empresas contribuem com um percentual do valor para o fundo de pensão dos empregados, além da contribuição do funcionário.  

Como funcionam os fundos de pensão? 

O dinheiro aplicado nos fundos de pensão é investido em ativos de renda fixa e renda variável, dentro dos limites do Banco Central, para fazer o montante crescer e assim o empregado ter acesso ao valor no futuro acrescido dos juros do período. 

Assim, quando o funcionário se aposenta, ele passa a receber o benefício mensalmente. E caso ele saia da empresa antes de se aposentar, ele tem direito a resgatar o montante referente às contribuições realizadas durante o período de trabalho.

Resumindo, o funcionário contribui mensalmente com uma quantia, descontada na folha de pagamento e a empresa contribui com outra parte. Geralmente, a relação é de 1 para 1, ou seja, a cada real investido pelo empregado, o empregador contribui com mais 1. 

O ideal é que o funcionário leia o contrato cláusula a cláusula para entender as porcentagens de contribuição, as taxas envolvidas e a forma de resgate do valor aplicado. 

Fundos de pensão x planos de previdência privada

Os planos de previdência privada aberta PGBL e VGBL são oferecidos por bancos e financeiras e estão disponíveis para todos. Já os fundos de pensão são oferecidos por empresas a seus funcionários. 

Ambas, funcionam de forma semelhante, a pessoa realiza contribuições mensais, que são aplicadas e rendem ao longo do tempo para serem resgatadas na hora da aposentadoria. 

Em relação a taxas, os fundos de pensão são mais vantajosos, já que possuem taxas menores por serem sem fins lucrativos e pelo fato de as empresas contratarem planos para oferecer aos funcionários. 

Os planos de previdência aberta possuem taxas mais altas, porém são mais vantajosos em relação à autonomia dos investidores. Estes fundos permitem uma diversificação maior dos investimentos, variando entre renda fixa e variável, para potencializar a rentabilidade da aplicação. 

Quais são as principais vantagens dos fundos de pensão? 

 Existem diversas vantagens de se investir em um fundo de pensão, abaixo falaremos sobre as principais, confira:

Incentivos Tributários 

Os fundos de pensão possuem incentivos fiscais que outros tipos de investimentos não possuem. Ao adquirirem um fundo de pensão, o colaborador tem direito a deduzir até 12% de sua renda bruta tributável na declaração de Imposto de Renda, o que diminui consideravelmente os impostos a serem pagos à Receita. 

Taxas menores 

Os fundos possuem taxas de administração e carregamento mais baixos em relação a outros planos de previdência privada. Por serem oferecidos por empresas e associações e terem planos coletivos, as taxas são bem menores do que em investimentos individuais. 

Empréstimo com juros mais baixos 

A maior parte dos fundos de pensão também oferecem outras possibilidades de crédito, como por exemplo, a oferta de empréstimos com juros mais baixos do que os praticados no mercado. As taxas se assemelham ao empréstimo consignado. 

Desconto na folha de pagamento 

As contribuições mensais nos fundos de pensão são descontadas diretamente na folha de pagamento. Dessa maneira, não há como deixar de contribuir para os fundos, mesmo que o empregado esqueça, a contribuição será feita todos os meses até que o funcionário se aposente ou saia da empresa. 

Diversificação dos investimentos 

Os valores aplicados nos fundos de pensão são investidos em ativos de diversos tipos, seja de renda fixa ou variável. Então, ao escolher um fundo, você pode garantir a segurança dos valores aplicados com os ativos de renda fixa e também rentabilidade, garantidos pelos investimentos em ativos de renda variável. 

Vale a pena colocar dinheiro em fundos de pensão? 

Os fundos de pensão são excelentes alternativas de investimentos para a aposentadoria privada. Se você está procurando por ativos para criar uma aposentadoria complementar e a empresa que você trabalha oferece um fundo de pensão, você pode usufruir dos benefícios citados acima e ter a garantia de que está investindo e vendo seu dinheiro render pensando no futuro. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *