Faculdade de música: Conheça a carreira profissional

Viver de arte é o sonho de muitas pessoas que têm talentos diversos. Quem apresenta aptidão musical pode encontrar uma maneira de transformar isso em profissão por meio da faculdade de música.

Esse é um curso de graduação bastante interessante. Além disso, está disponível para diversos tipos de talentos, seja ele vocal ou voltado aos inúmeros tipos de instrumentos. Portanto, é uma ótima opção para quem quer seguir na área.

Mas como é que a faculdade volta à música e como é o mercado de trabalho? Veja a resposta para essa pergunta abaixo e conheça detalhes de como é trabalhar com música e as áreas que você pode seguir ao se graduar neste curso.

Como é a faculdade de música?

Diversas instituições de ensino oferecem esse tipo de curso, que está na grade tanto de universidades públicas quanto privadas. Ele segue algumas características comuns em todas elas, como disciplinas básicas e tempo de duração.

O curso é de 04 anos. Além disso, ele existe em duas categorias, bacharelado e licenciatura. Assim, o estudante deve optar pela opção que deseja já na inscrição para o vestibular ou processo seletivo diverso da instituição. Entenda as diferenças:

  • Bacharelado: nesse caso o estudante segue a faculdade de música que se volta à criação, análise e interpretação musical, além de sua transmissão. Por isso, há diversas opções de atuação, como na composição, com arranjos, em orquestras ou bandas;
  • Licenciatura: por outro lado, a faculdade na modalidade de licenciatura se volta à formação de professores. Ou seja, nesse caso o aluno segue um caminho de educação musical e pode atuar em escolas, institutos de música ou de forma particular.

Além disso, existem disciplinas práticas e teóricas durante todo o curso. Elas incluem tanto o aprendizado de técnicas musicais quanto a história da música. Portanto, há bastante variedade de conhecimento ao longo de todo o curso.

Matérias da faculdade de música

Veja quais são as disciplinas que geralmente o curso de música oferece na graduação do ensino superior:

  • Acústica e Tecnologia;
  • Arranjo;
  • Canto na Música Popular;
  • Estruturação Musical;
  • Estudo Técnico do Instrumento;
  • Dicção e Fonética;
  • Folclore Musical;
  • Fundamentos de Produção Cultural;
  • Harmonia;
  • História e Linguagem da Música Popular;
  • Interpretação (Escolas e Estilos);
  • Linguagem e Estruturação Musical (análise, harmonia e contraponto);
  • Música e Tecnologia;
  • Oficinas de Criatividade;
  • Percepção Musical;
  • Prática Instrumental;
  • Produção Musical;
  • Projeto Final de Graduação;
  • Saúde, Técnica e Fisiologia da Voz;
  • Técnicas de Palco e de Expressão Corporal;
  • Trilhas Sonoras;
  • Voz.

Áreas para trabalhar com música

São diversas as possibilidades de atuação de quem se forma na faculdade de música. Afinal, são inúmeras as destrezas que o egresso do curso pode ter, bem como seus interesses dentro da área musical.

  • Canto: em óperas, recitais, com bandas e outros tipos de apresentações ou, então, dando aulas de canto;
  • Composição e arranjo, em trabalhos para estúdios ou, então, para artistas específicos ou em proveito próprio;
  • Ensino de canto, noções musicais ou instrumentos em escolas particulares ou em escolas de nível infantil e médio que ofereçam esse tipo de ensinamento;
  • Pesquisas sobre história da música e preferências do público;
  • Produção musical em estúdios para músicos, bandas e produções audiovisuais, como comerciais, filmes e novelas, como criação de melodias, remixagem e tratamento de som;
  • Organização de eventos culturais, como shows e festivais;
  • Regência em orquestras e corais.

Vestibular da faculdade de música

A entrada nesse curso geralmente exige duas fases de seleção. A primeira, então, se volta às matérias gerais do ensino médio, como história, geografia e matemática. Já a segunda abarca especialmente a destreza musical do candidato.

Embora não seja obrigatório saber cantar, conhecer e saber tocar um instrumento são conhecimentos essenciais. As provas geralmente possuem a obrigatoriedade de leitura de partitura ou algum tipo de interpretação.

Por isso, é necessário preparo e muito ensaio para que o candidato obtenha sucesso. A faculdade de música, dessa forma, exige dedicação prévia à área.

Como é o mercado de trabalho para quem se forma na faculdade de música?

Embora as possibilidades para quem se forma na carreira musical sejam bastante amplas, o mercado de trabalho ainda apresenta algumas dificuldades, especialmente por apresentar algumas sazonalidades.

Por exemplo, considere pessoas que trabalham com regência, produção de eventos ou apresentações musicais do tipo. Note que esse é um mercado que sofreu muito com a pandemia, eis que depende muito da circulação de pessoas.

Com isso, tem-se que é um mercado que apresenta certo risco. Por outro lado, também possui áreas mais seguras dentro dele, como é o caso de trabalhos em estúdios e com ensino para crianças, adolescentes e adultos.

Assim, tem-se que o mercado de trabalho para a faculdade de música é interessante, apesar de dar espaço para algumas dificuldades. A quem tem interesse em seguir esta carreira, então, cabe conhecer mais sobre as chances de trabalho na área que deseja.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *